segunda, 22 de outubro de 2018 62 9 9904-5026
Ponto Final

Patrulha Maria da Penha faz conscientização sobre assédio sexual no Terminal Bandeiras

Nesta segunda-feira (14), a Patrulha Maria da Penha, da Polícia Militar, realizará ao longo do dia uma ação de conscientização contra o assédio sexual no Terminal Bandeiras, com a participação de oito policiais militares, por meio da Operação Ponto Final, para a melhoria da segurança nos terminais de ônibus da Grande Goiânia. A ação acontece das 7 às 11 horas e das 17 às 19 horas. Uma cartilha será distribuída com objetivo de alertar as mulheres sobre a ação da Patrulha Maria da Penha, que atua na Região Metropolitana e também nas demais regiões de Goiás.

A Secretaria Cidadã é parceira desta ação, por meio da Unidade Móvel de Atendimento à Mulher, que levará a equipe multidisciplinar da Secretaria Cidadã, composta por uma psicóloga, uma assistente social e uma advogada, para dar apoio jurídico, em parceria com o Ministério Público Estadual. Os policiais vão abordar as pessoas – inclusive dentro dos ônibus – com objetivo de conscientizá-las sobre o que é o assédio sexual e as maneiras de denunciar este crime, infelizmente comum nas metrópoles brasileiras.

Unidade Móvel de Atendimento à Mulher
A equipe da Secretaria da Mulher vai realizar atendimentos dentro de um ônibus da Unidade Móvel de Atendimento à Mulher (UMAM), que estará estacionado nos terminais, com uma equipe de profissionais mulheres composta por uma psicóloga, uma assistente social e uma advogada, para que as pessoas que, em algum momento, sofreram algum tipo de assédio sexual, possam ter o apoio necessário. Os terminais Vera Cruz e Padre Pelágio já foram atendidos. Após o Terminal Bandeiras, a ação será estendida para o Terminal Novo Mundo.

O secretário Murilo Mendonça e a superintendente executiva da Mulher e da Igualdade Racial, Onaide Santillo, estarão no Terminal Bandeiras às 9h da manhã para acompanhar ação da Patrulha Maria da Penha. A promotora de Justiça e Coordenadora do Centro de Apoio Operacional (CAO) dos Direitos Humanos do Ministério Público Estadual, Patrícia Otoni Pereira, também participará da ação.

Maria da Penha
A Patrulha Maria da Pena, da Polícia Militar, foi criada em março de 2015. Atualmente, está presente em 24 municípios goianos. Em três anos de criação, acompanhou 4.096 casos de violência contra mulheres. Nenhum caso de feminicídio foi registrado entre as mulheres assistidas pela patrulha.

Operação Ponto Final
A Operação Ponto Final visa combater infrações de menor potencial ofensivo e garantir mais segurança aos usuários do transporte coletivo. A iniciativa é fruto de parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, Ministério Público do Estado de Goiás, Defensoria Pública do Estado de Goiás, Prefeitura de Goiânia e Rede Metropolitana de Transporte Coletivo. Pela SSP participam as Polícias Militar e Civil, a Superintendência de Polícia Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros Militar e a Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon-Goiás).

Também fazem parte da iniciativa a Superintendência Executiva da Mulher e da Igualdade Racial, Secretaria Cidadã e Grupo de Enfrentamento às Drogas (GEED). A partir do lançamento do Programa Mais Segurança, no dia 19 de abril, foram intensificadas as ações de combate à criminalidade e os resultados já podem ser sentidos pela população.

No transporte coletivo, as ações do Batalhão de Terminais e o Viagem Mais Segura conseguiram reduzir em 70% o número de roubos e 40% o de furtos, comparando-se os meses de abril deste ano e do ano passado.

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica