quarta, 18 de julho de 2018 62 9 9904-5026
Latrocínio

MP denuncia dois pela morte de advogada no setor Alto da Glória

O promotor de Justiça Fausto Faquineli ofereceu denúncia contra Leandro Antonelle Vicente da Silva e Luziane Ramos de Souza pelo latrocínio da advogada Lais Fernanda Araújo e Silva, ocorrido em 10 de maio último, no Setor Alto da Glória, em Goiânia. Os réus também foram denunciados pelo crime de corrupção dos menores Z.T.O.N e L.R.S.V, que praticaram infração penal, ao subtraírem para eles, mediante violência exercida com emprego de arma de fogo, o carro e outros bens da vítima.

Advogada Laís Fernanda

As investigações realizadas apontam que Lais procurava um lugar para estacionar na Rua Terezinha, por volta das 21h30, quando surgiram Leandro, Luziane e os dois rapazes num carro. Eles resolveram roubá-la, tendo Leandro estacionado seu carro em uma rua próxima. Os adolescentes, então, desceram e caminharam na direção da vítima, enquanto a dupla ficou na condição de vigia e olheiro, para evitar que fossem surpreendidos e para proporcionar o transporte e a fuga deles.

Os rapazes, então, abordaram Lais, cada um em uma das portas dianteiras. Z.T.O.N anunciou o assalto e apontou um revólver em sua direção, intimidando-a, e puxando a maçaneta da porta do carro. Nesse instante, Lais acelerou e foi atingida pelo rapaz, que tinha o objetivo de eliminá-la e subtrair as coisas sem qualquer reação. A vítima foi ferida na região torácica, mas, ainda assim, conseguiu conduzir seu carro, por breve momento, perdendo o controle e colidindo em quatro motos estacionadas na rua, vindo a morrer por anemia aguda e hemorragia, em decorrência das lesões provocadas pelo tiro.

Com o barulho do tiro e a batida do carro, os adolescentes ficaram com medo da aproximação de testemunhas e retornaram ao carro, onde Leandro e Luziane aguardavam estrategicamente, tendo todos eles fugido do local.

O promotor relata que a PM acolheu o comunicado do assalto, tendo localizado Luziane e os adolescentes e apreendido a arma do crime. Na intervenção, Luziane admitiu a autoria do assalto a Lais e revelou a participação dos rapazes. Por sua vez, a Polícia Civil localizou Leandro, ocasião em que ele assumiu sua participação, na condição de motorista do carro usado para o latrocínio. Ele confessou ainda que, depois do delito, tentou se desfazer do veículo, repassando a terceiros que o levaram para o Pará. Fonte: MP-GO

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica