domingo, 17 de dezembro de 2017 62 9 9904-5026
Capital

Concluída domolição de blocos do Complexo Trabalhista danificados por incêndio

Prevista para durar 180 dias, a demolição dos blocos 1 e 2 do Complexo Trabalhista de Goiânia foi concluída 60 dias antes do prazo. O serviço foi iniciado no fim de janeiro deste ano. Os dois blocos foram atingidos por um incêndio em outubro de 2015 e tiveram de ser demolidos porque suas estruturas foram comprometidas pelo calor intenso das chamas.

De acordo com a Secretaria de Manutenção e Projetos do TRT, os entulhos da demolição foram suficientes para encher 230 caminhões, cada um com 15 metros cúbicos de detritos. A construtora Concretiza, responsável pela obra, tem até julho para retirar todo o entulho do canteiro de obras do Complexo Trabalhista, no Setor Bueno. Esse material deverá ser reciclado para posterior reutilização na construção de sub-base de pavimentos de rodovias.

Das duas estruturas demolidas restaram apenas os quatro pavimentos de subsolo e o térreo do bloco 1. Segundo a engenheira Cássia Kafuri, a próxima etapa das obras é a recuperação localizada de algumas partes desses blocos, conforme recomendação do laudo pericial, e a retomada da construção dos pavimentos que haviam sido erguidos.

Quanto aos blocos 3 e 4, que não foram atingidos pelo incêndio, as obras de construção continuam em andamento. Atualmente, 84 operários estão em atividade nas obras do Complexo Trabalhista de Goiânia.

Além de concluir a demolição, nos últimos cem dias a gestão do desembargador-presidente Breno Medeiros levou adiante as obras nos blocos 3 (auditório oval) e 4 (estacionamentos). Já foram executados 18% da infraestrutura das instalações elétricas, hidráulicas e de prevenção a incêndio.

Comentários


Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica