terça, 12 de dezembro de 2017 62 9 9904-5026
USA Fácil

USA Fácil

Como obter visto para os Estados Unidos em razão de parentesco e profissão?

O escritório Law Offices of Witer DeSiqueira recebe uma infinidade de chamadas telefônicas e e-mails com questionamentos a respeito de como se obter vistos para os Estados Unidos. As histórias estão contadas abaixo com a respostas que podem ajudar também a você leitor do Rota Jurídica. Confira:

Em 2002, fomos aos EUA em família com visto de turista e ficamos ate 2006 quando retornamos ao Brasil e aqui estamos desde então. Nesses 04 anos nos EUA, tivemos uma filha lá que tem síndrome de Down. Já procurei informações a respeito e cheguei até a consultar uma advogada que também não tinha certeza sobre o assunto e me recomendou vocês. Por nossa filha ser americana, teoricamente ao completar 21 anos eles teriam como nos dar o Green Card ou algo assim, mas por ela ser portadora da síndrome isso afeta em algo? Ela teria como nos fornecer algo antes dos 21 anos, por ter esta condição?

Independente de sua filha ter Síndrome de Down, ela poderá dar imigração aos pais, isso não é automático, o Governo Americano não oferta imigração para ninguém, você é quem devem entrar com um processo de Green Card por família. Porém, pelo fato de sua filha não poder ser a sponsor do seu Green Card (ela será somente a Petitioner), vocês deverão conseguir outra pessoa cidadã americana para ser o sponsor do seu processo. Esta pessoa deverá comprovar uma renda compatível, capaz de suportar todas as pessoas envolvidas no processo. Não há como vocês conseguirem o Green Card por família antes de sua filha completar os 21 anos. O fato de ela ter uma limitação, por si só, não lhes dá esse direito.

Sou enfermeiro no Brasil há 20 anos, gostaria de saber como é o processo de imigração?

O processo de Green Card por enfermagem é um pouco complexo, pois exige a validação do diploma no Board de Enfermagem do Estado no qual você optar por atuar. Esta validação exige pagamento de taxas, formulários preenchidos pela sua faculdade no Brasil e pelo COREN, proficiência em Inglês com certificado do TOEFL ou IELTS, por fim, depois de cumpridas estas etapas é o momento de fazer a prova do NClex nos EUA, após é feita a aplicação do Visa Scream com pagamento de taxa e consequentemente o pedido de imigração. O processo todo dura em torno de 12 meses.

Estou interessado em saber se seria possível, viável e interessante economicamente transferir minha empresa (EPP) para os EUA. Estamos no SIMPLES, faturamento bruto de aproximadamente 750 mil reais/ano.

Os EUA estão sempre de portas abertas para os empreendedores. O mais importante é instalar sua companhia em regiões onde o índice de desemprego e maior do que a média americana anual. Pois, esta é a contrapartida que o Governo Americano exige para autorizar que uma nova companhia estrangeira se instale no país, ela deve gerar empregos e, consequentemente, impostos.

Morei no EUA por 02 anos e tive que sair às pressas e gostaria de saber como faço pra voltar. Eu cheguei a pegar JAIL e não sei como esta meu status. Peguei jail em dezembro e eu tinha uma corte marcada pra 03 de março, eu voltei antes por que fiquei com medo.

Primeiramente, é necessário saber o motivo de sua prisão, buscar seu Civil and Criminal Backgrounds na Court da cidade onde você foi preso e ver o que consta nos seus records, só após a análise dos mesmos será possível te dar um parecer correto sobre suas reais possibilidades de voltar.

Minha irmã é cidadã Americana, por ser casada com um americano. Eu posso requerer cidadania em razão dela? Caso não, existe alguma outra forma que eu possa fazer?

Sim, por enquanto ainda é possível requerer imigração através de irmãos. É bem possível que esta possibilidade venha a acabar futuramente, pois isto está previsto na “RAISE Act” que está para ser votada no Senado e que ganhou forças agora após o ataque terrorista em NY. É a chamada “imigração em cadeia” a qual Trump quer por um fim. Este processo é muito lento, pode demorar mais de 13 anos, mas vale a pena. Você pode saber mais sobre a RAISE Act em nosso vídeo do YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=taL-LFCTzno&t=4s

Meu nome é Weber e moro aqui no Brasil. Tenho uma pergunta: Minha esposa e eu nos casamos em outubro passado. Mas ela estava nos Estados Unidos com o Visa U. Ela saiu do país para vir ao Brasil para casar comigo. E já está no Brasil há um ano. Agora quer voltar aos Estados Unidos. Já sabemos que ela não devia sair sem permissão do país, mas estávamos apaixonados e ela não entendeu muito bem a orientação que recebeu. Ela deixou duas filhas que são americanas nos EUA.

O “U” Visa é concedido a pessoas que sofreram algum tipo de violência dentro do território americano. O portador deste tipo de visto precisa de autorização do governo para deixar o país e só pode se ausentar pelo tempo determinado na autorização. Como ela não cumpriu estas regras, certamente ela perdeu este benefício e dificilmente conseguirá um novo visto para retornar aos EUA. Será necessário entrar com um processo SB-2 para tentar uma nova autorização. As filhas deixadas nos EUA, se forem menores, não ajudarão muito, pelo contrário, o Governo questionará o porque ter deixado duas crianças para trás. Se forem maiores de 21 anos, elas ou uma delas já podem dar imigração para a mãe.

No geral, quanto tempo dura todo o processo de obtenção do visto EB3?

Se o aplicante preenche os requisitos exigidos pelo visto e se o empregador cumpre fielmente todas as etapas do processo com rapidez, pode durar 06 (seis) meses.

Obs.: Todas essas perguntas foram tiradas do chat do site www.witeradvogados.com

Law Offices of Witer DeSiqueira

OBS.: O propósito deste artigo é informar as pessoas sobre imigração americana, jamais deverá ser considerado uma consultoria jurídica, cada caso tem suas nuances e maneiras diferentes de resolução. Esta matéria poderá ser considerada um anúncio pelas regras de conduta profissional do Estado da Califórnia e Nova York. Portanto, ao leitor é livre a decisão de consultar com um advogado local de imigração.

Comentários


Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica