sábado, 21 de outubro de 2017 62 9 9904-5026
Justiça

Agência de Turismo Lon Tour inicia processo de recuperação judicial

O juiz da 18ª Vara Cível e Ambiental de Goiânia, Danilo dos Santos, acatou pedido de recuperação judicial feito pelos donos da agência de turismo Lon Tour. Com a novidade, a expectativa é que a empresa possa reabrir as portas para conseguir indenizar os clientes. Durante todo o processo, um advogado vai acompanhar as contas da empresa, para avaliar se ela realmente tem capacidade para atuar novamente no mercado.

Na decisão, o magistrado também determinou a “suspensão de todas as ações e execuções contra a empresa que versem sobre créditos sujeitos à presente recuperação judicial”.

Em nota, a LonTour considerou que a decisão judicial reforça que “jamais houve golpe, e sim uma crise financeira aliada a outros fatores”. Agora, a empresa pretende retomar as atividades e ressarcir os clientes.

A agência divulgou um balanço no qual afirma que fez uma lista com 249 clientes que foram lesados de alguma forma e que já foi estornada a maioria dos valores pagos com cartão de crédito pelos clientes.

Prejuízos

A operadora de turismo LonTour, conforme amplamente divulgado pela imprensa causou prejuízo de mais de R$ 1 milhão em clientes que compraram pacotes de viagem. Muitos consumidores lesados procuraram o Procon Goiás e a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor, narrando terem adquirido pacotes de viagens para países como Israel, Jordânia, Emirados Árabes Unidos, países escandinavos, Rússia etc., e que, mesmo após terem realizado os pagamentos, via cheque ou cartão de crédito, foram informados pelos responsáveis pela empresa que as viagens e excursões não seriam realizadas.


Comentários

Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica